O Amante

Quem era o 'Amante' nascido da fértil mente de Marcelo Odebrecht ao criar codinomes para as planilhas de propina da Odebrecht, quando se referia à Gleisi Hoffmann (PT-PR)?

Em acordo de delação homologado no STF em fevereiro, uma cascata de informações veio à tona envolvendo poder, muito dinheiro e um triângulo amoroso com sérias crises de ciúme da senadora petista.

Em depoimento, o personagem chamado 'amante' chega a dizer: "(...)me arranhou o rosto e rasgou a minha camisa em Assunção (..)era ciúme da minha ex-assessora que é casada e nunca prestei atenção(..) proibiu que eu contratasse jovens e com menos de 30".

O depoimento detalhadíssimo é impressionante. O amante, portanto, tem nome, sobrenome e o coração tão "vermelho-petista" como o da loira paranaense. Advogado de 41 anos, nascido em Campinas, ex-vereador de Americana, interior paulista, é amante do luxo e conhecido como "bon vivant": Alexandre Correa Romano.

Ele dividia com a 'amante' gostos excêntricos, como vinhos muito caros, jóias e viagens a Portugal, Uruguai e outros países. Até hospedagem em icônico resort na Suiça.

Além, é óbvio, da estreita amizade com o 'amigo' Lula. Em 2006, no aniversário do boss petista, o presenteou com relógio de R$ 90 mil da marca suiça Frack Muller.

Tudo isso delatado com documentos, provas e até recibo de 8 diárias na suíte 'luxo' do 'The Gstaad Palace Hotel', região de Gstaad, alpes suiços, onde o 'casal' festejava o dinheiro público em farras íntimas. Nessa disputada e caríssima suíte, passaram figuras como Brigitte Bardot, Paris Hilton, Madonna, Ronald Reagan e até o casal Trump.
A viagem à Suiça envolvia sexo, romantismo e, obviamente, idas a bancos no país.

Tudo acabou quando Alexandre foi preso na 18ª fase da Lava Jato e passou a curtir o cárcere em Curitiba. Entregou em delação premiada detalhes precisos da arrecadação de propinas que abasteceu os ex-ministros do Planejamento Paulo Bernardo, "marido oficial" de Gleisi e ministro da Previdência e o ministro da Aviação Civil, Carlos Gabas, ambos do sujo e mafioso governo Lula.

O 'Amante' concordou em devolver aos cofres R$6 milhões na delação com os procuradores. Vendeu dois apartamentos em Miami, cada um por R$ 3 milhões e pagou o MPF.

É, faltava uma historinha picante de amantes, uma amante ciumenta e um marido manso traído... todos ladrões do povo.

Assine Nossa Newsletter

E Receba nossas novidades em seu email

SCLN 302 - Bloco B - Sala 101
Cep: 70.723-520
Brasília-DF
Brasil

Telefone: (61) 3327-3409