• 04
  • 03
  • 02
  • 01
  • 06
  • 05

Notícias do Comando Militar do Planalto-Exército

VOCÊ CONHECE A AMAN?

MILITARES REAGEM À PUNIÇÃO DE DILMA AOS MILITARES DA RESERVA !!

A chapa esta esquentado; é uma queda de braço, vamos ver se a Dilma vai ter coragem em ano de eleição fazer jogo duro.
A sociedade organizada TEM POR DEVER A PÁTRIA de se manifestar e dar o apoio ao militares


http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/documentos/integra-de-novo-manifesto-de-militares-da-reserva/

VEJAM NO LINK ACIMA O MANIFESTO

Militares reagem à punição de Dilma e clima piora...

MILITARES REAGEM À PUNIÇÃO DE DILMA E CLIMA PIORA

A CHAPA ESTÁ ESQUENTANDO !!!



TÂNIA MONTEIRO - Agência Estado

A decisão da presidente Dilma Rousseff de punir militares da reserva que criticaram ministras do governo por serem favoráveis à revogação da Lei da Anistia piorou o clima na caserna e aumentou o número de adesões ao manifesto Alerta à Nação - eles que venham, por aqui não passarão. Dilma tomou a decisão de puni-los depois que os militares a criticaram publicamente por não censurar as ministras Maria do Rosário (Direitos Humanos) e Eleonora Menicucci (Secretaria de Políticas para as Mulheres).
Inicialmente, o manifesto tinha 98 assinaturas. Na manhã da quinta-feira, após terem tomando conhecimento da decisão de puni-los, o número subiu para 235 e no início da tarde de hoje chegou a 386 adesões, entre eles 42 oficiais-generais, sendo dois deles ex-ministros do Superior Tribunal Militar.

A presidente já havia se irritado com o manifesto dos Clubes Militares, lançado às vésperas do carnaval, e depois retirado do site, e ficou mais irritada ainda com esse novo documento, no qual eles reiteram as críticas e ainda dizem não reconhecer a autoridade do ministro da Defesa, Celso Amorim, de intervir no Clube Militar.

A presença de ex-ministros do STM adiciona um ingrediente político à lista, não só pelo posto que ocuparam, mas também porque, como ex-integrantes da Corte Militar, eles têm pleno conhecimento de como seus pares julgam neste caso.

O Ministério da Defesa e os comandos militares ainda estão discutindo com que base legal os militares podem ser punidos. Várias reuniões foram convocadas nos últimos dias para discutir o assunto. Mas há divergências de como aplicar as punições.

Pontos de vista

A Defesa entende que houve "ofensa à autoridade da cadeia de comando", incluindo aí a presidente Dilma e o ministro. Para Amorim, os militares não estão emitindo opiniões na nota, mas sim atacando e criticando seus superiores hierárquicos, em um claro desrespeito ao Estatuto do Militar.

Só que, nos comandos, há diferentes pontos de vista sobre a Lei 7.524, de 17 de julho de 1986, assinada pelo ex-presidente José Sarney, que diz que os militares da reserva podem se manifestar politicamente e não estão sujeitos a reprimendas.

No artigo 1.º da lei está escrito que "respeitados os limites estabelecidos na lei civil, é facultado ao militar inativo, independentemente das disposições constantes dos Regulamentos Disciplinares das Forças Armadas, opinar livremente sobre assunto político, e externar pensamento e conceito ideológico, filosófico ou relativo à matéria pertinente ao interesse público".

Essa zona cinzenta entre as leis, de acordo com militares, poderá levar os comandantes a serem processados por danos morais e abuso de autoridade, quando aplicarem a punição de repreensão, determinada por Dilma. Nos comandos, há a preocupação, ainda, com o fato de que a lista de adeptos do manifesto só cresce, o que faria com que esse tema virasse uma bola da neve.

FORÇAS ARMADAS ... FORA COM ESTA QUADRILHA !!
DESTERRA ESTA MAFIA PRA CUBA E VENEZUELA !!
O BRASIL AGRADECE E DESEJA UM NOVO 1964 SECULO XXI

 

Soldados vivem na idade da pedra

JOVENS NA CAVERNA

Existia no Brasil um mecanismo eficiente destinado a orientar e encaminhar todos jovens brasileiros que completavam 17 anos era o Serviço Militar Obrigatório. Desenvolvido e incrementado pelas três Forças Armadas salvou muitos jovens da vagabundagem e da senda da criminalidade. Os jovens ingressavam obrigatoriamente em qualquer das três Forças, sem distinção de credo, grau de instrução e classe social, através de uma convocação anual, em todos os quadrantes da nação brasileira.

 

PDF

Recado de General na ativa

on .

Recado de General na ativa: “Não há nenhuma modificação em relação ao Exército na História”

Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

 

Não bastasse a gravíssima crise na Petrobras – cujos desdobramentos têm grande chance de levar o governo a nocaute, em curto prazo -, a Presidente Dilma Rousseff já começa a sentir as primeiras manifestações públicas de um descontentamento, literalmente, “Generalizado”. Militares da ativa rompem o silêncio obsequioso. Em gestos simbólicos e em discursos cirúrgicos, Generais já começam a impor limites aos ataques assimétricos da turma do Foro de São Paulo que infesta o poder no Brasil.

 

ENGENHARIA DO NOSSO EXÉRCITO